ASSINE O NOSSO:
 
globe.png
 
Especialistas Mundiais na
Cadeia de Suprimentos de
Produtos de Base Florestal

mail.pngtwitter.pnglinkedin.pnglinkedin-slide.png

Encontre-nos no Twitter:
@forest2marketdobrasil
@forest2market

Postagens Recentes

Se inscreva para receber atualizações por e-mail

MONITORAMENTO DE MERCADO

O aumento do preço da madeira em Minas Gerais é novidade? Não para os clientes da Forest2Market do Brasil.

Posted by Marcelo Schmid on 30 Agosto 2018

Na semana do dia 20 de Agosto de 2018 fez exato um ano que a Forest2Market do Brasil publicou seu primeiro artigo de análise sobre o mercado florestal em Minas Gerais.  A empresa assumiu, em 2017, o compromisso interno de estudar detalhadamente o mercado florestal mineiro e a entender as razões por trás do cenário que muitos profissionais repetiam há anos: madeira sobrando, mercado consumidor falido, um lugar para não se investir. Será?

Este primeiro artigo, publicado em Agosto de 2017, foi baseado nos resultados de um estudo no qual a empresa mapeou a área plantada e determinou o volume de madeira disponível em toda região norte de Minas, além de montar uma base de dados de demanda de centenas de empresas na região.

A Forest2Market do Brasil afirmou em 2017, tendo como base a tendência de produção e consumo de madeira, que haveria um potencial déficit no suprimento de madeira partir de 2019, porém com maior intensificação em 2022. A empresa destacou também que o déficit projetado iria naturalmente causar impactos no preço da madeira e no retorno da atividade de silvicultura. Na época o artigo causou bastante discussão, uma vez que contrariava o senso comum alimentado por outras empresas de consultoria.

Mais recentemente, em Maio de 2018, a Forest2Market do Brasil publicou um novo artigo desta vez dando destaque a um aumento no preço de carvão vegetal na ordem de 60% em dez meses, aumento este refletido no preço da madeira em pé, o qual havia subido aproximadamente 70% em um ano.

Nos últimos 12 meses os dados da Forest2Market do Brasil e todo o conhecimento desenvolvido no estado auxiliaram diversas empresas em Minas Gerais a tomar decisões mais precisas. Em Agosto de 2017 na conclusão de seu artigo a empresa afirmou “aqueles mais corajosos que acreditam que o “apagão” irá se confirmar já buscam oportunidades de investimentos no mercado, uma vez que o momento para adquirir terras e florestas no estado de Minas Gerais é propício”.

Um exemplo real de como os dados da Forest2Market são importantes para seus clientes, sobretudo em momentos de mudanças de mercado, como o que ocorre em Minas Gerais, foi o resultado de um appraisal feito para um grupo investidor, detentor de ativos florestais no estado. Nesta avaliação, conforme apresenta a Figura 01, o ativo biológico, avaliado segundo dados reais de mercado, apontados pelo benchmark de preços da Forest2Market, totalizou 22 milhões de reais. O mesmo ativo avaliado de acordo com dados de pesquisas baseadas em opinião totalizaria cerca de 10 milhões de reais (uma diferença real de 129%). Já o valor global do ativo, avaliado em 38 milhões de reais pela utilização dos dados coletados mensalmente pela Forest2Market, seria avaliado em apenas 23 milhões ao se utilizar outras fontes de dados disponíveis no mercado baseadas em opinião, uma diferença de 65%.

 

Figura 1. Comparação da avaliação de um ativo florestal em Minas Gerais usando dados reais de mercado da Forest2Market X fontes de dados baseadas em opinião (em milhões de reais)

Brazil_Aug_4Fonte: Fores2Market do Brasil

 

Além da mudança no preço da madeira em pé ter sido antecipado há um ano pela Forest2Market do Brasil, o aumento apontado pela empresa foi próximo a 100%. Esse aumento é muito superior ao valor apontado por pesquisas baseadas em opiniões que indicam um aumento menor que 5% no preço da madeira. Segundo depoimentos de executivos que atuam no setor florestal e siderúrgico na região norte de Minas Gerais o atual preço da madeira é, no mínimo, o dobro do preço da madeira há um ano. Segundo relataram tais profissionais, a evolução do preço real da madeira só foi fielmente retratada pelos dados Forest2Market do Brasil.

A situação em Minas Gerais deve se intensificar. Enquanto que mais e mais empresas siderúrgicas passam a demandar carvão em Minas Gerais, aproveitando o momento positivo do mercado externo de ferro-gusa, as empresas de celulose de fora do estado também continuam a adquirir madeira em Minas Gerais para equilibrar o abastecimento de suas unidades. Essa movimentação pressionará ainda mais a oferta e os preços, uma vez que não haverá em médio prazo aumento na capacidade de suprimento do Estado.

 Saiba mais sobre os produtos e serviços da Forest2Market do Brasil

Topics: Celulose, minas gerais, investimento florestal

mail.pngtwitter.pnglinkedin.pnglinkedin-slide.png