ASSINE O NOSSO:
 
globe.png
 
Especialistas Mundiais na
Cadeia de Suprimentos de
Produtos de Base Florestal

mail.pngtwitter.pnglinkedin.pnglinkedin-slide.png

Encontre-nos no Twitter:
@forest2marketdobrasil
@forest2market

Postagens Recentes

Se inscreva para receber atualizações por e-mail

MONITORAMENTO DE MERCADO

Perspectivas do setor florestal no Mato Grosso

Posted by Marcelo Schmid on 8 Abril 2019

De acordo com dados de 2017 da Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ), são 5,6 milhões de hectares plantados com eucalipto no país, com destaque para os estados de Minas Gerais, com 24,5 % desse total (1,4 milhões de ha), São Paulo (16,7%) e Mato Grosso do Sul, com 15,5% (Figura 1).

O setor florestal de Minas Gerais é focado na produção de carvão para alimentar a indústria siderúrgica e também na produção de celulose, com a presença da Cenibra em Belo Oriente. Falando em celulose, esse é o grande destino do eucalipto no estado do Mato Grosso do Sul, com a presença da Fibira (agora Suzano) e Eldorado em Três Lagoas.

 

Figura 1. Principais estados produtores de eucalipto

Brazil_Apr_2019

Fonte: IBÁ

 

Mato Grosso aparece em 9º lugar, com 185 mil hectares. Esse número pode parecer pequeno se comparado aos estados mencionados anteriormente, porém em um dos mais recentes estudos de mercado realizados pela Forest2Market do Brasil, em janeiro deste ano, foi detectado um potencial de expansão desse mercado, que é atrelado ao setor agrícola para a secagem de grãos e geração de energia.

Ao observar a evolução histórica da área plantada com eucalipto no estado, nota-se um crescimento de 63% (5% ao ano) nos últimos 10 anos, com uma tendência de estabilização nos últimos quatro anos (Figura 2).

 

Figura 2. Evolução histórica da área plantada com eucalipto no Mato Grosso

Brazil_Apr_2019_2

Fonte: IBÁ

 

Perspectivas do agronegócio mato-grossense

O agronegócio mato-grossense é bastante relevante, ocupando primeiro lugar na produção de soja do país, com uma produção de 30,5 milhões de toneladas do grão em 2017, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Não é à toa que os principais consumidores de eucalipto neste estado sejam produtores de soja.

Além de ocupar o cargo de maior produtor de soja atualmente, espera-se um grande aumento na produção desse grão para o futuro no estado. O Instituo Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) projeta uma produção de 46,2 milhões de toneladas de soja no estado para 2025. E não é só em volume que as perspectivas são positivas. A figura abaixo indica a tendência de aumento no preço da saca de soja no estado.

 

Figura 2. Evolução histórica do preço da saca de soja (60 kg) no Mato Grosso

Brazil_Apr_2019_3

Fonte: Agrolink

 

Expansões

Durante contato com os principais players na região sul do estado, percebeu-se que alguns deles estão programando expansões para os próximos anos, além da possibilidade de abertura de uma nova fábrica de geração de energia à biomassa de eucalipto na região, o que é mais um indicativo do aquecimento da demanda no estado. Ao todo, as expansões detectadas adicionariam 923 mil m³ anuais à atual demanda por eucalipto no estado.

 Saiba mais sobre os produtos e serviços da Forest2Market do Brasil

Topics: bioenergia, setor florestal, eucalipto, Mato Grosso do Sul

mail.pngtwitter.pnglinkedin.pnglinkedin-slide.png